sexta-feira, abril 21, 2006

Meu Povo, Meu Poema - Ferreira Gullar

Meu povo e meu poema crescem juntos
como cresce no fruto
a árvore nova

No povo meu poema vai nascendo
como no canavial
nasce verde o açúcar

No povo meu poema está maduro
como o sol
na garganta do futuro

Meu povo em meu poema
se reflete
como a espiga se funde em terra fértil

Ao povo seu poema aqui devolvo
menos como quem canta
do que planta

4 comentários:

Julia Moreira disse...

que bom que você postou!!!!!
esse eu já conhecia!

Anônimo disse...

Great site loved it alot, will come back and visit again.
»

guga disse...

obrigado pelo poema foi muito importante para meus estudos OBRIGADOOOOOO

Anônimo disse...

valeu.. precisava pra fzr um trabalho na escola.. ouw alguem entende este poema ??